Reunião de encerramento de 2020 do JPS


Na terça-feira, dia 15/12/2020, aconteceu a reunião de encerramento do ano 2020 do JPS Nacional da ABES. Um encontro para discutir os aspectos principais do ano que está terminando, como JPS e também como indivíduos. O encontro aconteceu de forma online e foi transmitido pelo canal da ABES Saneamento, no Youtube, encontra-se disponível na íntegra no link https://www.youtube.com/watch?v=Sp04h2QDzjU.

O encontro teve início com a fala do coordenador Nacional do JPS, Witan Silva, onde primeiramente ele define o que é e porque existe esse grupo de profissionais do saneamento, “JPS é o programa de Jovens Profissionais do Saneamento da ABES e é um programa que se propõe, através de um trabalho voluntário, interagir com lideranças e jovens do Brasil inteiro, com o intuito de realizar um trabalho como o empoderamento jovem, a discussão de questões técnicas da área de saneamento e meio ambiente e principalmente promover a atuação dessas pessoas na sociedade.”

Segundo as palavras do Coordenador Nacional, 2020 foi um ano atípico. O panorama de 2020 se iniciou com um ano cheio de perspectivas que foram perdidas em função da pandemia. Um ano que trouxe muita dor e a evidência na carência de políticas sociais e políticas públicas. Ano que nos forçou a nos adaptar e a inovar. Portanto é importante pararmos para refletir a respeito dos desafios que enfrentamos e também dos valores que descobrimos.

Apesar de ser um ano de muitas dificuldades, o JPS como um todo teve resultados bastantes positivos como: a elaboração de uma nova logo, o crescimento do grupo (agora já são mais de 1000 voluntários), houve também a participação ativa dos integrantes do Brasil inteiro em fóruns, conselhos, eventos, palestras, webinars, podcast. Além disso, houve um aumento nas interações internacionais, principalmente com América Latina, Caribe e Suécia e um aumento no número de associados da ABES. E como isso foi realizado? Através de palestras internas e externas, reuniões e boletins mensais, visitas técnicas, projetos, networking e interação nas redes. E isso tudo depende das atividades dos diversos voluntários do programa que atuam nas mais variadas áreas. Ademais, foi de extrema importância a relação dos JPS com a diretoria da ABES, seja a nível estadual ou nacional.

Após a apresentação geral do JPS, os coordenadores estaduais tiveram um espaço de fala e a Coordenadora Lucinara Moreira Floriano representou o JPS-SC. Após uma apresentação breve, a coordenadora começa sua fala lembrando que para o JPS-SC 2020 foi um grande desafio, considerando que este foi o primeiro ano de atuação do programa no estado. Ela também comenta sobre a forma como o grupo trabalha em Santa Catarina: “Nós já possuímos uma estrutura de JPS diferenciado, onde coordenadora e coordenador adjunto moram longe, então já vínhamos desenvolvendo este trabalho de um sistema EaD e isso prova que nada é impossível dentro do JPS. Somos capazes de fazer gestão mesmo estando longe”. Hoje, o grupo possui integrantes do oeste do estado, como a coordenadora Lucinara residente no Município de Chapecó, da região do Alto Vale do Itajaí, porém, assim como o coordenador adjunto Willian Goetten, a maioria reside na região de Florianópolis. A coordenadora enfatiza que a descentralização das atividades abrange todo o estado, e que o grupo possui suporte através do contato direto com a coordenação estadual da ABES-SC, através da atual Presidente Andréia May.

No ano de 2020 o JPS-SC realizou sessões mensais de webinars com os mais diversos temas voltados ao saneamento, sempre buscando, interagir e integrar pessoas, não somente do estado de Santa Catarina, mas de todas as sessões da ABES. Além disso, reuniões mensais de planejamento com os membros foram realizadas e alguns dos membros do JPS também passaram a fazer parte de algumas câmaras técnicas do JPS Nacional e da ABES. Neste primeiro ano de JPS-SC, o grupo também esteve presente na Organização da Oficina de Educação Ambiental da Brazil Water Week 2020, através da participação voluntária da Engenheira Sanitarista Mauana Ravadelli. Por meio dos eixos do saneamento, voluntários do JPS de todo o Brasil se reuniram, de forma remota, e organizaram uma oficina voltada para professores de escolas públicas e privadas, buscando oferecer meios de construir aulas de educação ambiental sobre água, esgoto e resíduos sólidos. A oficina encontra-se na íntegra no canal da ABES Saneamento, no Youtube.

A coordenadora Lucinara finaliza sua fala com uma mensagem importante a respeito do trabalho voluntário: “Quando você tem pessoas de referência, você capta o que elas trazem de melhor e ainda consegue transformar. E o JPS-SC hoje trabalha dessa forma, buscando o que já tem de melhor dentro dos grupos que já estão em atuação e tentando elencar dentro do nosso. (...) Nós nos inspiramos”.

A sessão JPS-SC também é elogiada ao final da reunião, através do ex-coordenador Nacional (2016 – 2019) Álvaro Teixeira: “A Lu (coordenadora JPS-SC) de Santa Catarina, nos conhecemos no congresso de Natal, foi uma ótima surpresa porque conseguiu deslanchar uma sessão da ABES que estava sem JPS há muito tempo e é uma sessão maravilhosa com pessoas muito boas. Eu participei de uma reunião JPS-SC e é impressionante o nível do pessoal de lá”. Ele que atualmente reside em São Paulo e faz parte do JPS-SP.

Como planejamento estratégico para o JPS Nacional em 2021 existe principalmente o objetivo de expansão e fortalecimento das coordenações/sessões através de grupos temáticos de trabalho e atuação em linhas específicas. A integração entre as diferentes sessões estaduais, que teve ótimos resultados neste ano, vai ser incentivada no ano que está por vir.

Rua dos Ilhéus, 38 – Ed.Aplub – 12º andar – Sala 1205 Centro - Florianópolis/SC – CEP 88010-560